Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná desenvolveram um equipamento médico que permite a identificação precoce de doenças, controle de enfermidades de alta incidência na comunidade bem como a contenção de epidemias.

O sistema criado por André Bellin Mariano, José Viriato Coelho Vargas e Marcos Leal Brioshi poderá favorecer o acesso a exames de imagem e a redução do custo por exames, possibilitando o diagnóstico precoce e a diminuição com gastos para tratamentos de doenças avançadas.

O produto desenvolvido pelos pesquisadores, que fazem parte do Núcleo de Desenvolvimento de Energia Autossustentável utiliza a temperatura corporal como base para o diagnóstico. O paciente entra em uma cabine e seu corpo é escaneado, o ambiente térmico proporciona a leitura das informações, trazendo diagnóstico mais preciso para doenças como diabetes, câncer de mama e doenças cardiovasculares.

O pesquisador André Belin Mariano conta que no desenvolvimento dessa tecnologia foi levado em consideração um elemento importante para o diagnóstico, a análise de dados. Para isso, um software foi criado para segundo André Belin, dar um índice de precisão bem mais elevado aos diagnósticos do que os obtidos em exames tradicionais.

 

Para que a tecnologia desenvolvida pelos pesquisadores da UFPR esteja disponível para a população é preciso de um protótipo da cabine. André Belin, explica como os interessados podem participar.
Saiba mais acessando o link https://cbncuritiba.com